portugues ingles frances espanhol alemao
Apoio ao Cliente
9H-13H e 14H-18H

21 247 65 00

Faça Login ou
adira ao Portal Líder

Log In | Novo registo
Bem-vindo/a, Visitante
voltar

IMI. Governo mantém preço por metro quadrado nos 615 euros

2020-01-13

Elemento que tem impacto no cálculo do valor patrimonial tributário dos prédios urbanos não sofre alterações em 2020.

O valor por metro quadrado (m2) para efeitos de cálculo do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e de atribuição da avaliação fiscal, mantém-se nos 615 euros, em 2020, tal como vigorou no ano passado, segundo uma portaria publicada esta segunda-feira em Diário da República.

Este preço é composto pelo valor médio de construção, que permanece nos 492 euros, somado do valor do metro quadrado do terreno de implantação que corresponde a 25% dos tais 492 euros, fixados pelo Governo. E é determinado tendo em conta, nomeadamente, os encargos diretos e indiretos suportados na construção do edifício, tais como os relativos a materiais, mão-de-obra, equipamentos, administração, energia, comunicações e outros consumíveis, esclarece o Código do IMI. Além disso, é usado na fórmula de cálculo do valor patrimonial tributário (VPT) dos prédios urbanos para habitação, comércio, indústria e serviços.

Depois de nove anos congelado, o valor do metro quadrado subiu de 603 euros para 615 euros, em 2019. Tratou-se de uma medida para acomodar o impacto que a crise financeira teve nos orçamentos familiares.

Este é um dos elementos objetivos integrados na fórmula de cálculo do sistema de avaliação de prédios urbanos que é definido anualmente, sob proposta da Comissão Nacional de Avaliação de Prédios Urbanos, ouvidas várias as entidades previstas na lei (entre entidades oficiais e as associações privadas do sector imobiliário urbano).

O VPT pretende ser uma aproximação do valor comercial do imóvel e esta avaliação feita das Finanças tem em conta a dimensão das áreas, a localização, as características específicas do imóvel (como o andar e o facto de ter uma vista desafogada, por exemplo), da zona envolvente e a idade.

É sobre este VPT que incidem, todos os anos, as taxas do IMI fixadas pelos municípios onde se localiza o imóvel e que variam entre um mínimo de 0,3% e um máximo de 0,45%.

Fonte: https://expresso.pt/economia/2020-01-13-IMI.-Governo-mantem-preco-por-metro-quadrado-nos-615-euros

Licenciamentos de obras de construção e reabilitação a crescer no mercado residencial
O mercado residencial continua a dar sinais de dinamismo em Portugal, que se traduzem em maior oferta de produto, num momento em que profissionais do imobiliário reclamam falta

Construtoras trocam cimento por cânhamo para reduzir poluição
Os campos de cânhamo que brotam numa parte do Canadá mais conhecida pela sua gigante reserva de petróleo mostram como as mudanças climáticas têm transformado o setor da

Construção está muito focada no segmento de luxo
Habitações para classe média não chegam para satisfazer procura. Reabilitação fez subir os preços das rendas A seguir Rendas sobem 268€ desde 2012 e prestações da casa

Ministério do Mar aprova candidatura para construção de nova ponte-cais em Sesimbra
APSS prevê lançar concurso de empreitada em Julho. Nova ponte-cais vai permitir separar barcos de pesca das embarcações de recreio A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino,

Cidadãos ponderam travar construção de prédio da Portugália nos tribunais
A ausente, mas sempre presente na discussão, foi a Câmara de Lisboa, ainda que lá tenha estado o seu vice-presidente, que se manteve em silêncio. Projecto está em discussão

Emprego da construção recupera
Número de trabalhadores na construção não era tão elevado desde 2013, revela a Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas (FEPICOP). A